Pular para o conteúdo

Corinthians ganhou o Paulista de 1995 jogando no Interior

Há 26 anos atrás, em 6 de agosto de 1995, o Corinthians derrotou o Palmeiras na final do campeonato paulista para conquistar o 21º título em sua história.

No estádio Santa Cruz de Ribeirão Preto o Timão derrotou seus adversários por 2-1 após um tempo extra para se tornar o maior campeão do estado.

O clube do Parque São Jorge não teve um começo fácil na competição. Eles avançaram para a segunda fase no sexto lugar com um recorde de 10 vitórias, 12 empates e oito derrotas em 30 partidas.

Na fase seguinte, eles dividem um grupo com a Portuguesa, Santos e União São João, e vão terminar no topo da tabela e garantir um lugar na final contra o Palmeiras, que terminou em primeiro lugar no segundo grupo.

Os Alvinegros, campeões da Copa do Brasil naquele ano, procuram ganhar novamente o campeonato paulista, algo que não fazem desde 1988. A primeira fase da campanha foi errática, mas na fase decisiva a equipe do Corinthians tomou o caminho certo para o título.

Ambos os jogos foram realizados em Ribeirão Preto, já que o Morumbi e Pacaembu estavam interditados. O primeiro clássico terminou com um empate em 1-1, com gols de Marcelino Carioca e Nilson. O Timão teve a vantagem de um empate na partida final graças a um melhor desempenho na rodada anterior.

Na partida final, a equipe do Corinthians liderada por Eduardo Amorim começou com Ronaldo, André Santos, Celio Silva, Enrique e Silvino, Zé Elias, Bernardo, Marcelinho Carioca, Viola e Marques. No momento da partida, os meio-campistas Victor, Elivélton e Tupãzinho ainda estavam com o Timão (hiperlink – https://www.corinthians.com.br/).

O primeiro tempo foi muito equilibrado, com as características clássicas de um derby, no qual ambas as equipes não conseguiram marcar. No segundo tempo, Nilson abriu o placar aos 11 minutos.

Pouco depois, aos 15 minutos, Marcelinho marcou com precisão de um chute livre direto. Na pequena área, o atacante Miller ficou sob a trave, tentando evitar o gol, mas em vão.

Com o placar empatado, o tempo de prorrogação foi jogado. Aos 12 minutos do segundo tempo da prorrogação, Elivélton, que veio no lugar de Márquez, virou o placar a favor do Time do Povo.

Depois de um chute livre direto foi desviado para longe, o talentoso Tupãzinho encontrou seu caminho para o Elivélton em posição, que cortou o placar para 2-1 para o Corinthians com uma bomba no ângulo. A festa para a multidão de mais de 40.000 pessoas na zona rural de São Paulo foi em preto e branco.

Com esta vitória sobre seus maiores rivais, Paulo Sérgio Rosa, conhecido como Viola, fez a sua despedida do Corinthians. O ídolo encerrou sua carreira com 283 aparições e 105 gols.

Além disso, este atacante também participou do campeonato nacional de 1998 e da Copa do Brasil de 1995. O Corinthians ergueu o troféu do campeonato paulista sobre sua cabeça pela 21ª vez, tornando-se o maior campeão do estado de São Paulo.

Timão Interior